segunda-feira, 29 de junho de 2015

O Comboio dos Órfãos


O Comboio dos Órfãos é uma das mais recentes edições da Arcádia. De Philippe Charlot e Xavier Fourquemin. Podemos dizer que este álbum, é um achado no que toca às últimas edições de banda desenhada em português. Gostámos dos desenhos e do argumento, que nos oferece uma história bastante interessante à volta de um grupo de crianças adoptadas, no final do século XIX. Aqui fica o resumo:
 
Na costa leste dos Estados Unidos, a onda de emigração maciça leva ao abandono de muitas crianças vindas da velha Europa. Miseráveis entre os mais miseráveis, crianças órfãs, abandonadas e maltratadas, sobrevivem à custa de pequenos furtos e mendicidade nas ruas de Nova Iorque. Só nesta cidade, eram cerca de 20 mil em 1854, ano em que foi posto em prática o primeiro programa de adoção, conhecido por “Orphan Train Riders”. O sistema adquiriu rapidamente uma dimensão e eficácia quase industrial. Quando a iniciativa terminou, em 1929, cerca de 250.000 crianças haviam sido enviadas para o Oeste.
Nova Iorque é uma cidade vibrante mas cruel para com os mais fracos. O número de órfãos a viver nas ruas multiplica-se e o programa é intensificado. Os órfãos são oferecidos a quem os quiser receber. A sua vida dependia dos “pais” que os acolhessem.
Este livro relata uma longa viagem pautada pela amizade, pela entreajuda… mas também pela traição. As primeiras adoções lembram uma feira de gado e há quem esteja disposto a tudo para ser bem adotado…

Sem comentários:

Publicar um comentário