sábado, 8 de fevereiro de 2020

Andrómeda ou O Longo Caminho para Casa


Não há como ficar indiferente ao trabalho do Zé Burnay, principalmente no que toca ao seu inigualável desenho. Andrómeda ou O Longo Caminho para Casa, é uma obra-prima de banda desenhada, fruto de anos de trabalho do autor, que a foi lançando em comics individuais, antes de os reunir num volume único, que agora finalmente existe na versão portuguesa. O livro, lançado no Amadora BD pela Seita, onde foi um verdadeiro best-seller, chega para a semana às bancas e às livrarias.
Os belíssimos e pormenorizados desenhos a preto e branco são o grande atractivo desta obra, que conta esta história:
Jornada do herói que acompanha um estranho nómada perdido numa viagem entre o iniciático e o surreal, Andrómeda é também a crónica de um regresso a um destino simultaneamente desejado e desconhecido, através de uma paisagem pós-apocalíptica ou perdida na antiguidade. Uma obra-prima da banda desenhada portuguesa, que mergulha o leitor no imaginário do seu autor, feito de mitos e lendas, terror, simbolismo e aventura.
É sem dúvida um hino à beleza desenhada, uma edição de luxo que contem ainda um caderno de extras, esboços, etc... originalmente publicado na versão inglesa, e uma série de ilustrações de artistas convidados, entre os quais várias inéditas de artistas portugueses. Músico e compositor, Zé Burnay criou também uma banda sonora de música ambiente que acompanha o livro, para proporcionar uma experiência de leitura mais imersiva.
Não percam!












Sem comentários:

Publicar um comentário