segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Morro da Favela - livro e exposição


Em vésperas de Carnaval falamos desta nova edição da editora Polvo, a qual tivemos o privilégio de ler este fim de semana. Originalmente publicado no Brasil em 2011 e em Portugal pela Polvo em 2013, este livro "Morro da Favela" retrata as memórias do fotógrafo Maurício Hora, gerado e criado no Morro da Providência (Rio de Janeiro), também conhecido como Morro da Favela, a primeira favela brasileira, nascida em 1897.

Ao lermos esta obra, com os brilhantes e inconfundíveis desenhos de André Diniz, mergulhamos por completo no dia a dia das favelas do Rio de Janeiro, através do ponto de vista de um morador. Entendemos também o porquê do nascimento da primeira favela e o porquê dos seus moradores serem ostracizados pela sociedade.

O morador em questão contrariou a tendência e tornou-se um artista da fotografia. Maurício Hora procurou na fotografia a sua forma de expressão, a sua arma e acabou por fazer um registo de imagens que entrou para a história da cultura carioca.

Viver no fio da navalha, a relação entre a vida e a morte, a solidariedade entre moradores, a tensa e complicada relação entre a polícia e os bandidos, a prisão e a liberdade, são retratados de forma exímia pelos contrastes entre o preto e o branco dos desenhos do autor.

Depois de um regresso ao Morro da Providência em 2017, André Diniz e Maurício Hora completaram o livro original com 12 novas páginas, de Diniz, que enriquecem agora esta 2.ª edição, assim como as 14 páginas com fotografias de Hora. O já premiado “Morro da Favela” é, sem dúvida um dos melhores trabalhos de André Diniz, tanto como argumentista, como desenhador.

Entretanto foi inaugurada no dia 14 de Fevereiro, a exposição homónima "Morro da Favela" de André Diniz e com fotografias de Maurício Hora, na casa Pau-Brasil (Rua da Escola Politécnica, 42, Lisboa), que se prolongará até dia 31 de Março.


Fiquem com uma pequena mostra das pranchas do livro e espreitem aqui o vídeo promocional, pois até isso é uma pequena obra de arte.





Sem comentários:

Publicar um comentário